14 de fev de 2011

Tô na Roça

É essa vidinha normal me deixando insana.Vida besta, vida imensa.
Coleciono sementes que não brotam mais de tão secas. Tomo chuva.
Rezo pro destino me encontrar ao invés de viver correndo atrás dele.
Espero viver, mas vivo esperando. Sou do exterior, no interior.
Sobra em mim, de mim, para quem? Era só isso mesmo?
Espremo para ver se sai mais um caldinho.
Meu cérebro procura um personal trainer.
Estou ficando minúscula, quase um ditado popular que algum publicitário logo vai usar pra vender margarina.

Nenhum comentário: