23 de nov de 2011

Mais um. Menos um.

O relacionamento deles venceu. Em validade, não por mérito.
Começou com cara de perecível, mas bebiam aos golinhos pra ver se durava mais uma semana. E durava. Fazia cócegas no céu da boca feito champagne.
Entorpecia, anestesiava, aguçava a vontade.
Chegou a prometer mais sabor.

Mas sentimento a gente não congela, nem guarda pra depois.
Cada silêncio pesava mais que a distância.
Fingíamos que nada importava e deixávamos o coração de fora.
É só rever as expectativas, esfriar os ânimos, quem sabe?
Mas aí foi ficando abaixo de zero e quanto menos se espera, menos se dá, menos se tem. Pessoas chegam, viagens acontecem, o mundo gira.

Quando lembrou do relacionamento na geladeira, já estava vencido.
Uma pena jogar fora o que a gente não conseguiu desfrutar com gosto.

2 comentários:

Day Rodrigues disse...

Jan, adoro esse seu texto.

Tão universal, tão particular, tão meu, nos últimos dias.

"Uma pena jogar fora o que a gente não conseguiu desfrutar com gosto": fazer o quê.

jan disse...

Baseado em fatos reais, ou seja, tão nosso, rs. bjo querida!